Papel das Mulheres na Bíblia – Parte 02

A posição secundária das mulheres é reconhecida pelos autores da Sagrada Escritura, todos homens, pois não se preocupam em nomear as mulheres mencionadas nesta cena, que assim permanecem anônimas. Mirian não é mencionada pelo nome, mas simplesmente como “sua irmã” e “serva”. Da mesma forma, o nome de Jocabed só aparece muito mais tarde, com o propósito de mostrar que Moisés nasceu de uma família comum e não na nobreza.

Em toda a história o nome de Deus só é mencionado pelo temor das parteiras a Deus (Ex. 1,17). Deus permanece atrás das cenas e opera através de meios naturais. Sua presença certamente é sentida, mas Ele não intervém diretamente, ao contrário das mulheres.

Dom Cipriano enfatiza sempre que as mulheres tem um sexto sentido, uma intuição, e é justamente essa intuição que se faz notar nesse relato.

A Bíblia não explica como a filha do Faraó sabia que a criança era um Hebreu. Entretanto, ela simplesmente “sabia”.
Miriam, por sua vez, seguiu a cesta de junco pelo rio abaixo, tendo o cuidado de não perder de vista o cesto, enquanto, ao mesmo tempo, permanecia escondida.

O cesto flutuou até a filha do Faraó. Mirian observou de longe e, “sabia” que a princesa “sabia” que a criança era um Hebreu que devia ser afogado. E o que aconteceu?

Se Mirian se revelasse como irmã do bebê toda a sua família correria grande perigo. Ela, porém, usa a intuição feminina, deixa seu esconderijo, aproxima-se da filha do Faraó indagando: “Queres que vá procurar entre as mulheres dos Hebreus uma ama de leite para amamentar o menino?”(Ex.2:7).

Olhando atrás, Ex.15-20 sobre a ordem do Faraó para que as parteiras matassem as crianças hebraicas do sexo masculino verificamos que as parteiras desobedeceram as ordens do Faraó que eram claramente bárbaras e inumanas. Ao invés, elas ajudaram a fazer nascer as crianças.

Quando convocadas diante do Faraó que exigia explicações, elas foram forçadas a mentir: “O rei mandou-as chamar e disse-lhes: “Por que agistes assim, e deixastes viver os meninos?” Porque, responderam elas ao Faraó, as mulheres dos hebreus não são como as dos egípcios; elas são vigorosas e já dão à luz antes que chegue a parteira.” (Ex. 1:19)

A tradição Judaica permite mentiras ocasionais e, algumas vezes até as recomenda.
Mas como a Bíblia encara a mentira das parteiras Séfora e Fua? Em Êxodo 1:20-21 temos a resposta: “Deus beneficiou as parteiras: o povo continuou a multiplicar-se e a se espalhar. Porque elas haviam temido a Deus ele fez prosperar suas famílias”

No passado o principal papel da mulher era cuidar da casa e criar os filhos. Entretanto, no mundo moderno de hoje, a as mulheres têm assumido diversos papeis e desejam desempenhá-los com sucesso – mulheres são mães, filhas, amigas e parceiras profissionais. As mulheres desejam desenvolver uma carreira, um hobby, com os talentos com os quais foram abençoadas para viver bem e ter tempo livre para relaxar, ajudando o parceiro na luta pela vida digna.

No próximo texto veremos o papel desempenhado por mulheres que sequer eram hebraicas, tinham um passado problemático mas contra todos os prognósticos se arriscaram suas vidas, agiram contra as tradições vigentes, para fazer prevalecer a vontade de Deus e, por isso, foram por Ele recompensadas.

Posted in Grupo de Oração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *