O cristão diante da crise – Parte 02

Uma das coisas que nos empurra para momentos de crise é o fato de desejar ser outra pessoa. Isso acontece simplesmente porque achamos que não somos aceitos da maneira como somos.

Pense bem. Quem é que o criou? Não foi Deus? E quando ele o criou não disse que você seria criado à semelhança Dele? Portanto, não procure ser mais do que é.  Você não tem que provar nada a ninguém. Seja humano, com todas as falhas e fragilidades inerentes a essa condição. Seja quem Deus deseja que você seja. E fique certo que Deus o ama exatamente como você é. Se ele o aceita assim como é, por que você não se aceita?

A verdadeira cura, aquela que temos a certeza de recebermos de Cristo, é essa capacidade de nos aceitarmos plenamente. É também a descoberta de que necessitamos dos outros para aprender a amar, pois amar é se entregar, é se doar, procurar satisfazer aquele que amamos, é sair de nós mesmos para alcançar o outro.

Em outras palavras, é irradiar a presença de Jesus Cristo que habita em nós e deseja que nos tornemos seu rosto, suas mãos, seu corpo, seu coração.

Desde a antiguidade se recomendava enfrentar as crises sem fugir delas. Os antigos romanos diziam “per spera ad astra”, ou seja, através das dificuldades e do sofrimento até as estrelas. Mas muitos renegam o sofrimento. Não querem sentir dores, não desejam experimentar derrotas, apenas vitórias fáceis.

Consideramos o sofrimento como irritante e sem sentido. Esforçamo-nos ao máximo por nos livrarmos da dor.

O maligno prefere distrair-nos e preencher cada tempo livre com muita coisa para fazer, com gente para encontrar, negócios para resolver, produtos para fabricar. Ele não permite que haja espaço para se sentir uma dor genuína, para um choro convulsivo.

Perdemos de vista que muitas vezes a dor nos dá um alerta, serve para mostrar o que não está bem conosco.

O sofrimento e a dor podem ser pontes que nos levam a refletir sobre nossa finitude. Ao aceitar sem repulsa as dores da vida poderemos encontrar o inesperado. Não podemos escapar de nossas limitações terrenas. Se de um lado isso pode gerar desencorajamento, de outro pode nos oferecer as oportunidades que a vida nos apresenta. Precisamos mudar nosso comportamento diante das crises.

Um amigo, de nosso grupo de oração, tinha que operar o fígado. Entrou na fila para realizar um transplante e ficou no último lugar. Percebeu que corria o risco de morrer nessa longa espera.

Durante os procedimentos médicos que antecediam a operação, foi identificado um tumor maligno no fígado.  Sua vida corria perigo caso não realizasse o transplante o mais rápido possível. Em suma, o câncer o fez passar para o terceiro lugar na fila de espera.

Graças ao câncer conseguiu ser operado com mais rapidez e se salvar.  O mais incrível é que, depois do transplante, verificou-se que o câncer havia desaparecido. Tinha surgido apenas para acelerar o transplante. Deus realmente surpreende todos nós.

A crise não termina automaticamente, exige de nós uma resposta, um passo à frente em direção ao amadurecimento.  Não podemos evitar a crise, mas a maneira como reagimos a ela é responsabilidade nossa.

Dois amigos compraram um carro novo no mesmo dia e saíram pela estrada. Em dado momento ambos bateram com o carro destruindo-o, mas escaparam ilesos.

O primeiro senta no meio fio e começa a chorar pela perda do carro novo, de todo investimento feito, culpando-se pelo acontecido.

O segundo, porém, fica em pé, levanta as mãos para o céu e agradece a Deus por ter escapado vivo do acidente.

Qual a melhor reação às dificuldades que surgem a nossa frente? Chorar ou agradecer a Deus?

A crise é a chance de se deixar Deus agir em cada um de nós e deixar Deus nos conduzir ao fundo de nossa alma. É deixar Deus ser Deus em nossa vida.

Meu irmão e minha irmã, devemos estar prontos para atravessar momentos de crise em nossa vida. Aprendemos isso através dos ensinamentos de Jesus, que nos mostrou ser capaz de dar sua vida para nos resgatar da morte e do pecado. Entenda que você é muito importante. Sem você Deus não poderia agir na terra. Quando você acredita em Jesus, realiza o que ele ensina, sem perceber está procedendo como um embaixador de Deus na terra, o que não é pouca coisa!

Nos próximos capítulos sobre crise tentarei especificar os tipos de crise que o cristão se depara e como ultrapassa-los.

* Não deixe de postar seus comentários.

A Paz de Jesus

Mauro Malta

Posted in Grupo de Oração.

30 Comments

  1. E muito bom essas mensagens, ela vem tirar agente do fundo do poço, Deus abençoe vcs ,por ser intumento de Deus, na vida das pessoas com fome da palavra, paz e bem

  2. Mauro, parabéns, seu texto é claro e elucidativo , mostra que crer e entregar para que DEUS e tomarmos a atitude correta na condução da nossa vida é importante .

  3. Como no Salmo 22, com Deus atravessamos o vale escuro, Sua Presença nos guia às águas tranquilas…na hora da crise o Seu Senhorio é o que deve falar mais alto em nós. A crise nos faz perceber o quanto dependemos da Força do Alto. Deixar Deus ser Deus é o que vai nos conduzir através dela. É o maior testemunho, que pode levar a muitos a também se deixarem conduzir por Ele.

    • O Salmo 22 é uma pequena mostra de como Deus presta atenção a nossos ato e como nos auxilia a ultrapassar nossas dificuldades. Não esqueçamos nunca que precisamos fazer nossa parte.
      A Paz de Jesus
      Mauro Malta

  4. Excelente texto sr Mauro. Deus nos dá o livre arbítrio e com a sabedoria concedida pelo Espírito Santo, devemos deixar o Senhor reinar em nossas vidas em qualquer circunstância!

  5. Mauro, esta é mais uma bela reflexão inspiradora aos cristãos. Desejo a todos que continuem na fé em Deus e em orações.

  6. Um ótimo aprendizado hoje…muito obrigada senhor por esta oportunidade de sempre encontrar em minha vida…alguém para nos confortar a alma…

  7. Muito bom o texto. Realmente temos que levantar a cabeça e seguir em frente. Agradecer a Deus e pedi-lo para nos guiar.

  8. As crises são inevitáveis na nossa vida…mas saber encara-las e enfrenta-las, faz de nós vencedores…….que seja feita a vontade de Deus…

  9. Por diversas vezes diante das dificuldades, parece-nos que foi tirado de nossa frente o chão, quando nos damos conta de que mais uma crise chegou, lamentamos e paralisamos ou colocamos os pés e deixamos que Deus coloque o chão.

    Neste momento reflito se tenho dado de fato a Deus a confiança merecida!!!

    Amado irmão Mauro, excelente reflexão!!

  10. Querido Mauro,
    me julgava preparada e capacitada para amar, servir e louvar a Deus, Em minha curta caminhada evolui bastante na fé e isso me deu uma humildade arrogante e vaidosa; auto-suficiente.
    Na crise Jesus me mostra tudo isso. Está servindo para redirecionar meu foco para Ele com humildade e mais fé.
    Conto com suas orações pois não está fácil mas sei da importância deste momento para minha caminhada.
    Grande abraço e fique com Deus,

  11. Gostaria de desculpar-me por não ter respondido a mais tempo os comentários do Willian, da Ana Carolina, da Martha e da Andrea, acontecimentos de carater pessoal impediram-me de responder a todos como eu gostaria.
    Caro Willian, todos nós passamos por dificuldades que consideramos, no momento, intransponíveis. Porém, depois de refletir e pedir a Jesus que nos inspire, verificamos que as coisas não são tão graves como havíamos pensado. Coisas materiais passam, mas o que vem de Deus permanece. Só na fé conseguiremos ultrapassar as dificuldades e ter coragem para enfrentar futuros percalços. Permaneça ligado a Deus e verá que tudo na vida passa, não só as dificuldades, como também os sucessos que verificamos ser efêmeros.
    A Paz d Jesus
    Ana Carolina, houve um momento em minha vida que eu também tinha mesma impressão que você. Tudo o que acontecia em minha vida era resultado de meu próprio esforço, de minha capacidade de trabalho e, subitamente, perdi tudo. Azares da vida. Se não tivesse o apoio de minha mulher que já era engajada na caminhada, talvez não resistisse, mas segurando na mão de Deus consegui sair do fundo do poço e agora estou aqui dando meu testemunho que, sem Deus em nossa vida nada realmente vale a pena.
    A Paz de Jesus
    Martha, acesse nosso site http://www.domcipriano.org.br e tecle em BLOG e encontrará o que procura
    A Paz de Jesus
    Andrea graças a você acabamos de incluir em nosso site a tecla ORAÇÕES onde você encontrará o que precisa.
    A Paz de Jesus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *