SER CRISTÃO, O ETERNO DESAFIO – Parte 06

O SENTIDO DAS PROVAÇÕES DE DEUS

Deus nos ama, por isso nos testa. Testar é um sinal do favor de Deus, pois é assim que Ele estabelece nosso valor.
Os joalheiros testam os metais preciosos com os quais trabalham, submetendo-os e certos testes.

Como cristãos, devemos esperar ser testados, como nos diz São Tiago 1,2-4: “Considerai que é uma alegria, meus irmãos, quando passais por diversas provações, sabendo que a prova de vossa fé produz a paciência (perseverança). Mas é preciso que a paciência efetue a sua obra, a fim de serdes perfeitos e íntegros, sem fraqueza alguma.”

Devemos, também, estar preparados para sermos corrigidos, como mostra a Carta aos Hebreus 12,5-8: “Filho meu, não desprezes a correção do Senhor. Não desanime quando repreendido por ele; pois o Senhor corrige a quem ama e castiga todo aquele que reconhece por seu filho (Pr 3,11s)…Ora, qual é o filho a quem seu pai não corrige? Mas se permancêsseis sem a correção que é comum a todos, series bastardos e não filhos legítimos.”

Como cristãos todos passaremos por testes e correções sob a forma de crises financeiras, na saúde, rompimento de relacionamentos, perseguição por nossa fé.

Algumas vezes saberemos como a mão de Deus está operando, outras vezes não teremos tanta certeza. Mas podemos nos precaver adotando uma postura de humilde arrependimento, pois precisamos primeiro nos arrepender, e só depois acreditar.

Em seguida, devemos CRER em nossos corações que DEUS RESSUSCITOU JESUS dentre os mortos e proclamar alto e a bom som que Jesus é o Senhor. Sem essa crença não poderemos nos considerar cristãos.

Por outro lado, NÃO PODEMOS DUVIDAR da divina autoridade sobre a Escritura, inspirada que foi por Deus e fonte de nosso conhecimento da Verdade pregada por Jesus.

Devemos ter confiança nas promessas de Deus, entendendo que existe uma diferença entre FÉ e CONFIANÇA.
FÉ é um ato, CONFIANÇA é uma atitude, como se lê no Salmo 36,5: “Entrega teus caminhos ao Senhor, confia nele e ele o fará.”

ENTREGAR descreve um ato de fé, CONFIAR descreve uma atitude contínua que segue o ato inicial da entrega.

CONFIANÇA é importante porque revela nossa estimativa do caráter de Deus. Sabemos que o propósito final de Deus é produzir em nós uma confiança inabalável em sua absoluta confiabilidade!

Mas como respondemos se clamamos ao Pai e ele não parece atender-nos? Será que ainda podemos confiar em sua confiabilidade?

Deus não permitirá que sejamos provados além do que podemos suportar.Não espera de nós o que exigiu de Jesus, nem mesmo o que exigiu de Jó.

Na verdade, Deus nos criou para ser: “Bem-aventurado aquele que suporta a tentaçã(a provação), pois quando tiver sido aprovado, receberá a coroa da vida.”(Tg.1.12).

Não nos esqueçamos, porém que devemos ter paciência.O tempo de Deus não é igual ao nosso, e São Tiago nos adverte: “Deixai a paciência(perseverança) fazer a sua obra perfeita.” Em outras palavras, devemos persistir até que o propósito de Deus tenha sido inteiramente cumprido e tenha terminado o teste.

Na 2Pd 1.5-7, encontramos os sete passos que nos elevam, desde o fundamento da fé à suprema conclusão do caráter cristão O AMOR ÁGAPE.

Virtude(excelência moral);
Conhecimento;
Autodomínio;
Perseverança;
Piedade;
Fraternidade;
Amor

Para sairmos do nível do cristianismo racionalista para o cristianismo do Reino devemos dar os seguintes passos:
1 – Exercer sua vontade para descobrir e praticar tudo o que Deus tem para você;
2 – Abra-se intelectualmente, que sua mente aceite, ou pelo menos tente aceitar, que Deus está fazendo coisas maravilhosas, evitando isolar-se na posição de ser um escolhido especial de Deus, perdendo importantes facetas da vida, seja compreender a angústia dos carentes, quer experimentar a realidade da atividade curadora.
3 – Exponha-se a experiências onde o poder de Deus está sendo manifestado (grupos de oração, paróquias). Exponha suas velhas perspectívas a novas experiências.
4 – Acostume-se a ler os Evangelhos onde encontrará Palavras Sagradas que podem servir de base para seu diálogo diário com Deus. Faça suas orações com as palavras dos Evangelhos.
5 – Pratique o que aprendeu. Os conselhos de Jesus são para ser aplicados na terra para Sua glória.
6 – Finalmente, não tenha medo de duvidar. Jesus sabe como é difícil para nós ter fé e está sempre pronto, através de seu Espírito, a fortalecer nossa fé.

Fique certo que podemos mudar nossos hábitos, podemos nos reinventar, pedindo a Deus que nos ajude a alcançar nosso objetivo de ser como Jesus é, sabendo que o propósito de Deus é substituir o homem velho que existe em nosso inteiror pelo homem novo criado por Ele, como lemos em

Efésios 4,22-24: “Renovai sem cessar o sentimento de vossa alma, e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade.”

Para nos facilitar nessa trajetória Deus nos enviou seu Espírito Santo, que fez moradia em nós, concessão que ocorreu em nosso batismo.

Meus irmãos e minhas irmãs, no próximo texto encontrarão explicações sobre os dons que recebemos no batismo e como utilizá-los para a glória de Deus.

Espero que aproveitem, lembrando que Dom Cipriano escreveu um livro intitulado O PODER DE DEUS EM SUAS MÃOS, onde apresenta todos os dons que nos foram concedidos por Deus e como utilizá-los para o bem comum.

A Paz de Jesus
Mauro Malta

Posted in Grupo de Oração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *